24.5.11

Um destak!

Terça de manhã... jornal destak na mão... e eis um editorial que "abana"...


Tinha de partilhar aqui e deixar-vos a pensar, tal como eu fiquei desde esse momento... É assim nos gestos simples que podemos tornar o Mundo melhor! :)


Domingo passado, uma missa na Florida atraiu a atenção dos media porque entre as cinco pessoas por intenção da qual era oferecida figurava o nome de Osama bin Laden. Um dos paroquianos quis «pedir pela alma de um homem que precisa de todo o perdão e compaixão de Deus».


Li a notícia na Time online e tirei o chapéu ao homem que teve a coragem de se comportar como um cristão a sério e assim provar que o Bem ainda não foi derrotado. A partir de uma referência no artigo, fui repescar uma nota do Vaticano sobre a morte do maior terrorista de que há memória, e li: «Osama bin Laden tem a mais grave das responsabilidades na propagação do ódio e da divisão entre as pessoas, causando a morte de gente sem conta e explorando a religião para os seus próprios fins.


Mas, confrontado com a morte de um homem, um cristão nunca regozija, mas reflecte antes na imensa responsabilidade que um homem tem perante Deus e outros homens.» É fácil falar de longe, claro que é. A minha família não foi assassinada por ele e o perdão é mais complicado sem sinal de arrependimento.


Mas quando nos comportamos como aqueles que desprezamos, tornamo-nos iguais a eles. Ao rezar por ele, o paroquiano da Florida provou que Bin Laden não triunfou.



3 comentários:

Anónimo disse...

muito bom! grande lição!!!
Cathy

Martinha disse...

Jesus Cristo já dizia "Amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem".
Cá temos um bom exemplo de oração por alguém que perseguia. :)

DE MÃOS DADAS disse...

Super Cristão...
Apenas um cristão que reconhece um ser humano
Gostei