1.6.09

Crianças somos todos! (um bocadinho)

- Dia Mundial da Criança -
Será que não se consideram um bocadinho crianças?


No meio de tantos afazeres, responsabilidades, emprego e família faz-nos falta ter tempo para ser crianças... E só notamos isso quando temos por perto uma criança que nos espevita e desafia para a brincadeira! Ou deixamos o adulto de lado e saltamos para a diversão ou então ganhamos a alcunha de "adulto chato".

Eu, pessoalmente, gosto mais da primeira possibilidade e, sempre que posso, salto para o lado das fantasias, sonhos, mundos encantados, sapos e princesas...


Acho que nunca vou deixar de soltar a criança que há em mim... É que me sabe tão bem! :)

2 comentários:

Martinha disse...

Então não é? Ao longo da vida crescemos em estatura, sabedoria e mesmo graça, mas o espírito de criança deve ficar sempre. O que seria da nossa vida sem as fantasias e espontaneidades das crianças? :P

Beijinho *

Paulo disse...

Também acho. Estava quase a me tornar um "chato" quando redescobri as brincadeiras (ainda que doam as costas), voltei a acreditar no Pai Natal (aprendi que ele consegue passar as paredes nas casas onde não cabe na chaminé) e na fada do travesseiro (esta, ainda não a vi).
Beijinhos