4.3.09

Corrida...

A vida é uma corrida, para quase todos. A liberdade da nossa essência humana é limitada por nós própiors, pelas regras que nos impomos, pelos compromisso a que nos obrigamos, pela forma rígida como vivenciamos o que são as nossas verdadeiras obrigações e pelo modo distocido como as gerimos.
Lutamos tanto que, quando atingimos os nossos objectivos, não somos capazes de os "saborear", porque já estamos a pensar no que vamos fazer a seguir...
(...)
Quando formos capazes de viver com tranquilidade, sem correr escravizados pelo tempo, cujo ritmo impusemos a nós próprios; quando soubermos lidar com a frustrações; quando quisermos ser competentes sem nos preocuparmos com a manutenção de uma imagem infalível que os outros têm de nós, atingiremos a maturidade e teremos uma das chaves para sermos felizes. In: "Minutos de Reflexão", Margarida Cordo, Ed. Paulinas
Ao ler este texto muitas ideias percorreram esta mente que teima em não parar nem descansar. Sou assim e às vezes farto-me! Chateio-me de assim ser... Preciso muitas vezes desta tranquilidade que o texto fala...
Por isso hoje tinha de partilhar exte excerto convosco, pode ser que ao lerem também parem e percebam que é bom andar tranquilos... =)

3 comentários:

cathy disse...

é verdade!temos de aprender a gerir os nosss projectos, mas sobretudo, como diz no texto, sermos capazes de reter o bom sabor que podem trazer à nossa vida.é um desafio nos dias que correm...

Maria disse...

fez-me pensar e mais uma vez cair na realidade da vida alucinante que levo na maioria das vezes. às vezes parece que antes de concretizar um objectivo já se está a pensar nos outros tantos que estão por concretizar! gostei muito do texto, muito mesmo =)
um enorme beijinho, querida sónia.

p.s. sábado há jantar partilhado da actividade de carnaval ;)

Márcio disse...

À conta dessa correria toda,
nasci e adormeci;
quando voltei a acordar tinha 18 anos;
não acreditei e esfreguei os olhos para ver melhor...
já tinha 30!