10.8.07

Mesmo isso...


«Cada pessoa que passa pela nossa vida, passa sozinha.

E porque cada pessoa é unica e nenhuma substitui a outra.

Cada pessoa que passa pela nossa vida passa sozinha, e não nos deixa só, porque deixa um pouco de si e leva um pouco de nós.

Essa é a mais bela responsabilidade da vida e a prova de que as pessoas não se encontram por acaso.»


Charles Chaplin



Li esta reflexão e assimilei-a! Por todo o caminho que percorremos na vida, uns companheiros deixam pedacinhos bons ou menos bons, outros levam... Um simples vai e vem... Para lá e para cá...
É a perfeição da vida, senão fosse assim não teria sentido!

3 comentários:

Martinha disse...

É verdade :)
São tantas as pessoas que passam pela nossa vida. Umas ficam, outras vão e outras passam ao lado. Mas como disseste, levam um pouco de nós e deixam-nos um pouco delas. :)
Beijinho *

DJ disse...

Da verdadeira essência da vida, nada sabemos. Alguma vez teremos essa noção? Provavelmente não!
No entanto a nossa caminhada, se bem direccionada, permitir-nos-á aprender coisas novas e aproximarmo-nos cada vez mais da já referida essência.
Por isto tudo permitamo-nos sonhar, abrir as asas e voar. Iremos apanhar desilusões, e disso podemos ter a certeza, mas daí resultará o nosso fortalecimento e o nosso crescimento. Apesar dos momentos menos bons encontraremos também pessoas que nos querem bem e que nos irão ajudar. A vida é uma constante aprendizagem e nunca se pode dizer que se sabe tudo a respeito dela. Mas sonhar não implica viver em ilusão! Como se costuma dizer ‘viver na ilusão não faz bem para o coração’. O equilíbrio é necessário pois de outra forma poder-se-á tirar uma lição errada ou desajustada à realidade circundante.
Muito mais se poderia dizer mas ficaria demasiado longo e por isso termino com um pensamento, talvez um dos mais sinceros e verdadeiros que já li:


[Depois de algum tempo] Aprende-se que as verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias, e que o que importa não é o que se tem na vida, mas quem se tem na vida, e que bons amigos são a família que nos permitiram escolher.

Aprende-se que não temos que mudar de amigos se compreendemos que eles mudam; percebe-se que o melhor amigo e nós podemos fazer qualquer coisa, ou nada, e termos bons momentos juntos.

Descobre-se que as pessoas com quem mais nos importamos na vida são tomadas de nós muito depressa, por isso devemos sempre deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas; pode ser a última vez que as vejamos.


William Shakespeare

Anónimo disse...

Engraçado, por um acaso entrei neste blog e li uma frase de que gosto muito e que pertence a Antoine de Saint-Exupéry, embora aqui apareça como sendo de C. Chaplin. Desculpe o atrevimento da correcção e espero que não leve a mal.
Dina